No total de: visitantes! se permitindo.
1 of 419 +
14019
reblog
(@)
“Os amigos são próprios de fases: da rua, do Ensino Fundamental, do Ensino Médio, da faculdade, do futebol, da poesia, do emprego, da dança, dos cursos de inglês, da capoeira, da academia, do blog. Significativos em cada etapa de formação. Não estão em nossa frente diariamente, mas estão em nossa personalidade, determinando, de modo imperceptível, as nossas atitudes. Quantas juras foram feitas em bares a amigos, bêbados e trôpegos? Amigo é o que fica depois da ressaca. É glicose no sangue. A serenidade.”
Fabrício Carpinejar.    (via thiaramacedo)
Source:eles-dizem
14448
reblog
(@)
“Apesar de você carregar um nome épico nas costas, você não faz jus a ele, João. O seu nome é lindo, assim como os seus lábios finos e a sua nuca branquinha. O seu mal é o que você é por dentro. Se não fosse esse teu jeito todo errado e desleixado, eu olharia pra sua cara e diria que você é um anjo. A verdade é que você é o demônio em pessoa, João. Nada nunca é bom o suficiente pra você. Ninguém nunca é digno do seu amor. Porque será que você infla o seu ego tanto assim, João? Você não é diferente dos outros. A sua rotina não é agitada todos os dias da semana. O seu tipo físico não é de nenhum deus-grego-dos-céus. Você arqueia essa sua sobrancelha com pelos falhos e cruza os braços fazendo essa pose de durão, mas de durão você não tem nada. Admite que vez ou outra a sua vontade era de trocar a cerveja com os amigos por um milk shake com alguém especial, vai. Admite que além da bunda e dos peitos, você também repara no sorriso e nos pés. Pode parecer meio absurdo, mas eu sei que você é encantando por pés. E sei também que a sua bebida preferida nunca foi Whisky, mas sim Guaraná. Os seus coleguinhas-babacas-de-balada não sabem disso, mas eu sei. Deve ser assustador pra você ter alguém que te conhece tanto quanto eu. Tudo bem, eu entendo a sua raiva e a sua ironia desafiadora. O que eu não entendo é porque você continua fumando cigarro, mesmo odiando a fumaça que gruda na sua pele. Eu não entendo porque você sente a necessidade de beijar oito bocas diferentes a cada cinco minutos pra se sentir melhor. E também não entendo a graça que você vê naqueles programas estúpidos de automóveis. Eu não te entendo, João, mas juro que me esforço ao máximo pra te aceitar. Você carrega um fardo de defeitos insuportáveis e uma lábia com gírias indecifráveis, mas o desgraçado do seu perfume tem um aroma bom. O seu ar superior e a sua confiança em si mesmo me dá náuseas, mas a droga dos seus braços tem a facilidade de me passar uma segurança que eu não sou capaz de encontrar em nenhum outro lugar do planeta. Talvez o que eu venha a dizer agora te deixe intrigado, porque no fundo você sabe que é verdade: você não passa de um fraco, João. Por mais que os seus músculos saltem do seu corpo e você consiga levantar três elefantes seguidos, você ainda continua sendo um fraco. Estúpido. Babaca. Covarde. E mais outros milhões de adjetivos chulos. Porque você pode fazer mil mulheres caírem de amores aos seus pés, mas tem medo de se prender à apenas uma. Se te perguntarem o significado da palavra “curtição”, certamente você saberá responder. Mas e o amor, João? O que é amor pra você? Acho que agora eu te encurralei em um beco sem saída. Por detrás de toda essa sua estrutura de homem-inabalável, existe um menino que tem medo de amar. Eu sei disso também. O problema é que o seu orgulho te consome da cabeça aos pés e você não é capaz de dar o braço a torcer. A sua aparente falta de sensibilidade me irrita. Ninguém suporta conviver no mesmo ambiente que o seu por três dias, mas olhe só pra mim! Eu estou do seu lado a quase três anos. E você não dá valor a isso. Aliás, você não dá valor a nada, João. Isso também me irrita. Você não permite que ninguém descubra o que se esconde além dessa nuvem cinzenta que te cerca, porque no fundo você tem medo da solidão. Você tem medo de se entregar em um jogo no qual não é você quem dá as cartas, tampouco é o dono da partida. Você tem medo de que alguém goste de você apesar de todos os pesares. E eu gosto. Eu gosto da sua tatuagem tribal ridícula no ante-braço, da sua barba mal feita e da unha encravada do seu dedão do pé. Você não merece, eu sei, mas isso não é motivo o suficiente pra me fazer desgostar. Mesmo que você xingue a sua mãe, seja mal educado com o seu vizinho e se sinta bem em ser um completo filho-da-puta, ainda assim eu gosto de você. Na medida do impossível, tudo o que eu mais queria era atravessar pro seu lado do precipício e fazer com que a gente desse certo.
O problema é que eu não sei ser a sua Maria, João.
E o meu nome ainda é Bárbara.”
Capitule  (via thiaramacedo)
Source:capitule
2489
reblog
(@)
“Muitas vezes as reviravoltas servem para nos sacudir, para nos fazer acordar. Para mostrar que a gente merece mais, muito mais. Não vale a pena se desgastar com ignorância, fofoca e falsidade. Não faz bem para a saúde conviver com mesquinharia. Ambientes carregados não fazem bem para a alma de ninguém.”
Caio Fernando Abreu.  (via thiaramacedo)
Source:antipoetico
2827
reblog
(@)
"A gente não dá certo juntos", foi o que ele disse. Mas eu não esperava que a gente desse certo, e nem que a gente desse errado. Eu só não queria que ficássemos sentados, vendo a vida passar, sendo nada juntos.”
Thiara Macedo (sdpm)
2763
reblog
(@)

mahalloxx:

freedomisadream:

calmariademar:

rainha-dabalada:

caos360:

7h27:

pontodluz:

pontodevibes:

pensava em se casar

e aquele beijo lá pro fim de julho…

Se fez silencio em meio a tanto barulho…

Eu sei que errei e me arrependo mas te juro…

Não vou viver se não te namorar

E agora vem dizer morena..

Que você não quer ser mais a minha pequenaa…

E que prefere, dormir e acordar, nos braços de um outro alguém.

E agora vem dizer, morena, que o passado não é mais nenhum problema…

Source:sehnsuchht
0
reblog
(@)

"vazio agudo
ando meio
cheio de tudo.”

0
reblog
(@)
“Hoje me bateu uma saudade enorme de escrever. Fiquei horas pensando o que falar. A vida, os amigos, a universidade, a família… Mas a única coisa que me fazia suspirar só de pensar era você, é você. Mês de agosto é um mês especial pra gente, foi onde tudo começou, dois anos atrás e hoje te amo cada dia mais e mais e mais… Amo cada pedacinho que faz você ser você, amo teu jeito sem jeito de me amar, amo teus carinhos repentinos, amo nossos sorrisos em meio a brigas sem sentido, amo teu sorriso, amo teu abraço, amo nossas brincadeiras idiotas, amo ver você zangadinho, amo até mesmo nossas brigas. Tudo isso faz o nosso amor ser só nosso, único, especial. Apesar de tudo que me faz por vezes querer desistir da gente eu quero que você saiba que eu te amo mais que tudo e eu agradeço por sempre não me deixar desistir, por me pedir pra ficar do teu lado, por lutar pelo nosso amor. Já disse que amo você? Eu amo você demais meu insuportável lindo lindo lindo!”
Bj da tua chatinha, Brenda.
15873
reblog
(@)
“Se me calo, fico emburrado ou me encontro distante, não pense que é por falta de amor ou desejo. Às vezes, me sinto meio sem rumo num mundo tão hostil, complicado e descolorido. O pior remédio é você fazer o mesmo. Ignore minha apatia. Só peço que chegues e instale a beleza que me falta, venha sorridente, regue as flores na sacada, ative minha respiração, massageie meus ombros, tire minha roupa ou me abrace, simplesmente. Vai passar.”
Gabito Nunes.  (via lucaspatek)
Source:ga-bi-to
2200
reblog
(@)
“Eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você fosse o meu encontro. Quis tanto dar, tanto receber. Quis precisar, sem exigências. E sem solicitações, aceitar o que me era dado. Sem ir além, compreende? Não queria pedir mais do que você tinha, assim como eu não daria mais do que dispunha, por limitação humana. Mas o que tinha, era seu.”
Caio Fernando Abreu.   (via lucaspatek)

O melhor ♡

Source:cartadepoeta
51212
reblog
(@)
“Se eu chorar, não me faça muitas perguntas, não precisa nem secar minhas lágrimas. Só me diz que você continuará comigo pra tudo, que tenho teu colo e teu carinho. E ainda que te doa me ver assim, me envolva nos teus braços e diga que eu posso chorar, mas que você não sairá dali enquanto eu não sorrir. Porque é isso que nos importa, não é? O sorriso um do outro.”
Caio Fernando Abreu (via desaguas)
Source:auroriar